Celebração Comemorativa das Aparições de Nossa Senhora da Paz

      Na impossibilidade de se realizar a já habitual Peregrinação Anual ao Santuário de Nossa Senhora da Paz, comemorou-se solenemente no passado fim-de-semana as Aparições de Nossa Senhora da Paz.

      As celebrações, neste mesmo Santuário, obedeceram a todas as diretivas estabelecidas pela Direção Geral de Saúde, Conferência Episcopal Portuguesa e demais entidades, sendo que tudo foi pensado e projetado a pensar no bem de todos os peregrinos e devotos de Nossa Senhora da Paz. Assim, todos os participantes das celebrações foram informados, no início das mesmas, de que o uso de máscara era obrigatório e que devia ser cumprido o distanciamento de 2 metros entre pessoas. A confraria de Nossa Senhora da Paz criou equipas que asseguraram a higienizarão das mãos a todos os peregrinos nas entradas do Recinto de Oração do Santuário e que consequentemente, durante as celebrações, foram verificando se todas as regras estavam a ser cumpridas pelos presentes.
      Nas celebrações eucarísticas de sábado e domingo não faltaram evidentemente as súplicas a Nossa Senhora, destacando os vários pedidos sob aqueles que “gemem e choram as dores da pandemia “.
      Destas celebrações, destaca-se como principal momento a Consagração final, feita pelo Ex. Sr. Padre Moisés Correia, prostrado junto ao andor da Virgem Mãe, Nossa Senhora da Paz.

“Senhora da Paz, querida Mãe, por causa da grave pandemia que o mundo está a sofrer, muitos dos teus queridos filhos peregrinos, não puderam estar aqui contigo (…) olha este vale de lágrimas e tem misericórdia dos filhos teus que suspiram, gemem e choram as dores da pandemia.
Rainha da Paz, consoladora dos aflitos, aqui estamos prostrados a vosso pés, para nos consagramos ao Vosso imaculado coração.
Senhora, sede sempre nossa companheira e protegei-nos dos perigos que nos cercam, abençoai as nossas famílias e protegei o nosso país que também vos pertence “.