Monumento ao Anjo Padroeiro de Portugal

 

   A 30 de maio de 1982, por ocasião dos 65 anos das Aparições de Nossa Senhora da Paz ao pastorinho Severino Alves, foi inaugurado o monumento ao Anjo da Guarda de Portugal.

   O Monumento ao Anjo da Guarda foi construído por iniciativa do padre Oliveiros de Jesus Reis, do patriarcado de Lisboa, no sentido do Anjo Padroeiro Português  ser também o Anjo da Paz. 

   A imagem em granito conta com cerca de 3 metros de altura e representa acima de tudo um anjo a elevar o seu olhar ao céu e a oferecer o Sagrado Cálice da Eucaristia à Santíssima Trindade.

   Num painel de azulejos apresentado abaixo é ainda recitada a seguinte oração:

 

OREMOS

Ó Deus omnipotente e sempiterno que, com inefável providência,

destinais para cada nação um Anjo que a guarde, concedei-nos,

vos rogamos que, pelas súplicas e pelo patrocínio do Anjo Custódio

da nossa nação, sejamos sempre livres de todas as adversidades. Ámen

 

Anjo Custódio de Portugal, defendei a Nossa Pátria.

Anjo Custódio de Portugal, salvai a Nossa Pátria.

Anjo Custódio de Portugal, santificai a Nossa Pátria.  

   Em Ação de graças por todos os dons concedidos por Deus ao Anjo Custódio da Nossa Nação e por interseção deste à nossa Pátria, digamos 3 vezes: Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo